Entenda a diferença entre herpes e sífilis

Entenda a diferença entre herpes e sífilis

Mesmo com o acesso mais fácil à informação, muitas pessoas ainda confundem duas  doenças sexualmente transmissíveis, a herpes e a sífilis, o que acaba aumentando o risco de contaminação. Em primeiro lugar, é importante estar sempre atento a qualquer alteração no aspecto ou odor no órgão genital. Este tipo de auto-observação ajuda a detectar alguns sinais mais rapidamente e entender o que você realmente têm.

Como identificar a sífilis?
A sífilis surge como uma pequena ferida nos órgãos sexuais, não dói, não coça e não arde. Depois de um tempo, a ferida desaparece sem deixar cicatriz e dá à pessoa a falsa impressão de estar curada. Como a doença não foi tratada, ela continua a avançar no organismo e reaparece, dessa vez com manchas em várias partes do corpo, queda de cabelo, cegueira, doença do coração e paralisias.

A sífilis é uma doença infecciosa causada pela bactéria Treponema pallidum. O problema se manifesta em três estágios e os sintomas mais agudos ocorrem nas duas primeiras fases (quando a doença é mais contagiosa).

Como identificar a herpes?
A herpes surge nos primeiros dias com sintomas parecidos com os da gripe, como apetite reduzido, febre, mal-estar geral, dores musculares na parte inferior das costas, nádegas, coxas ou joelhos,dor ao urinar, corrimento vaginal ou mesmo dificuldade para esvaziar a bexiga.  A herpes é doença muitas vezes silenciosa, apresentando, em alguns casos os seguintes sintomas: dores e irritação que surgem de dois a 10 dias após o contágio; manchas vermelhas e pequenas bolhas esbranquiçadas; úlceras na região dos genitais, que podem até mesmo sangrar e causar dor ao urinar; e cascas que se formam quando as úlceras cicatrizam.
A herpes trata-se de DST transmitida por vírus, atacando a pele ou as membranas mucosas dos genitais. Ela é causada por dois vírus distintos: o do herpes simples Tipo 1 (HSV1) e o vírus do herpes simples Tipo 2 (HSV-2). O primeiro pode se espalhar da boca e genitais durante o sexo oral, enquanto o segundo é mais comum na vagina.

Como prevenir a herpes?
O vírus da herpes é muito fácil de pegar, no entanto, existem alguns cuidados que ajudam a diminuir o risco de transmissão, como: ter relações sexuais protegidas com preservativo, evitar beijar outras pessoas com herpes labial visível, evitar a partilhar de copos, talheres ou pratos com pessoas que apresentem uma ferida de herpes visível.

Como se proteger da sífilis?
A melhor forma de prevenir a sífilis é por meio do uso de camisinha em todo o contato íntimo, a camisinha forma uma barreira que impede o contato pele a pele e evita a transmissão não só de bactérias, mas também de fungos e vírus, prevenindo contra outras doenças sexualmente transmissíveis.

Saiba os benefícios do sexo na terceira idade

Ainda não tem plano?

Preencha os campos e receba uma proposta sem compromisso.

Notícias